31 de março – Dia da Saúde e Nutrição

Médica sorridente com fruta na mão | 31 de março - Dia da Saúde e Nutrição

Escolhido pelo Ministério da Saúde como Dia Nacional da Saúde e Nutrição, o dia 31 de março é o momento de tirar um tempo para pensar nas escolhas que fazemos sobre nossa alimentação, já que elas estão conectadas com a nossa qualidade da vida.

De acordo com Ângelo Feu, representante da Axiste, empresa de materiais cirúrgicos, pesquisas revelam que a primeira pessoa que vai completar cento e cinquenta anos de idade já circula entre nós. “No entanto, mesmo com tantos avanços da medicina, estamos cada vez menos saudáveis. Em um mundo acelerado, em que a obesidade se tornou comum, é crucial cuidar da alimentação, antes que a medicina, com todos seus conhecimentos, precise intervir”, afirma ele.

Pensando nisso, o Ministério da Saúde criou o Guia Alimentar para a População, com dez passos para uma alimentação saudável e adequada.

Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação

Não é preciso viver apenas de verduras e legumes, mas esses alimentos são uma parte fundamental para uma alimentação nutricionalmente balanceada. Consumi-los em sua forma natural é ainda mais importante.

Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias

É difícil cozinhar sem temperos hoje em dia, mas utilizá-los em excesso pode provocar, além de alimentação desbalanceada, o surgimento de várias doenças.

Limitar o consumo de alimentos processados

O processamento altera a composição nutricional dos alimentos, e mesmo que eles sejam vendidos como saudáveis, podem ter um efeito prejudicial à nossa alimentação.

Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados

Biscoitos recheados, refrigerantes e macarrão instantâneo não apenas têm a sua composição nutricional alterada, mas sua produção também afeta de forma desfavorável a vida social e o meio ambiente.

Comer com regularidade e atenção

Alimentar-se é um momento especial. Por isso, o faça com tranquilidade e disciplina, em ambientes apropriados, e, sempre que possível, com companhia.

Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados

A falta de tempo torna cada vez mais difícil comer de maneira saudável, mas um planejamento simples pode resolver isso. Prefira alimentos naturais e, de preferência, cultivados no mesmo local em que você adquiri-los.

Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias

Conhecer os alimentos é a melhor forma de saber o que você coloca dentro do seu corpo.

Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece

Torne sua alimentação prioridade na sua vida, da preparação ao ato de comer. Além de proporcionar uma melhor qualidade de vida, isso pode fazer você se aproximar de outras pessoas, diminuir o estresse e encontrar novos alimentos que te agradam.

Dar preferência, quando fora de casa, a locais que sirvam refeições feitas na hora

Talvez esse seja um dos passos mais difíceis, mas seu corpo vai agradecer se você substituir um fast-food cheio de conservantes por uma refeição caseira.

Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais

Lembre-se que publicidade serve para vender, e não para educar. Principalmente por conta da onda fitness que estamos vivendo, é preciso muito cuidado para não ser enganado.

Pin It