Ao contrário das mulheres, que são acompanhados por ginecologistas a partir da adolescência, e assim acompanham problemas que envolvem a fertilização desde cedo, o homem passa por este tipo de avaliação médica, geralmente, só na vida adulta. Fato este que dificulta o diagnóstico precoce de alguns problemas que evolvem a fertilidade e a reprodução masculina.

Cerca de 20% dos homens são portadores da Varicocele, uma doença genética que se configura como uma dilatação das veias dos testículos e pode causar infertilidade e até mesmo atrofiamento do saco escrotal. A Varicocele é causada por uma insuficiência na capacidade de drenagem de sangue das veias, o que leva à formação de varizes.

Como é feito o diagnóstico da Varicocele

O diagnóstico é um pouco difícil, pois são raros os casos em que o portador da Varicocele apresenta dor. A doença se manifesta com maior frequência na puberdade entre 14 e 15 anos. “O diagnóstico precoce é a melhor forma de procurar um tratamento adequado”, alerta Dr. Paulo Salustiano, da Vivace, clínica de urologia no Rio de Janeiro.

O diagnóstico da varicocele é feito por exame físico, realizado por um urologista. O paciente deve ficar de pé em um ambiente não muito frio, para que haja relaxamento da musculatura escrotal. O médico vai avaliar a aparência e estrutura das veias, através do toque. Quando há suspeita da doença, é necessária uma ultrassonografia dos testículos.

A Varicocele pode, de fato, prejudicar a fertilidade dos homens, pois altera a produção de espermatozoides. Exames de espermograma indicarão se houve ou não alteração na quantidade de espermatozoides produzidos pelo homem.

Tratamentos para a Varicocele

Somente um médico especialista poderá indicar o tratamento mais indicado, porém a cirurgia é a opção mais comum. Com o auxílio de um microscópio, o médico faz a intervenção na região. O procedimento dura em torno de 45 minutos e, após a cirurgia, o paciente usa suspensório escrotal. Deve-se evitar esforço por aproximadamente 10 dias.

Com o tratamento adequado, as chances de o casal conseguir engravidar aumentam e alguns estudos indicam que a fertilização in-vitro apresenta resultados ainda mais positivos. É importante é visitar o médico com frequência, mesmo que o homem não apresente nenhum sinal de problema de saúde. A prevenção é o melhor remédio.